Sexta-feira, 9 de Janeiro de 2009

"Pensamento"

 

Aprendi....que ninguém é perfeito
Enquanto não te apaixonas.
Eu confirmo que isto é verdade.
 
Aprendi....que a vida é dura
Mas eu sou mais que ela!
E sei que vou vencer e vingar…
 
Aprendi que...as oportunidades nunca se perdem
Aquela que desperdiças... alguém as aproveita
Eu perdi e alguém aproveitou, e hoje já sou carta fora do baralho
 
Aprendi que...quando te importas com rancores e amarguras
A felicidade vai para outra parte.
A minha mora num coração que eu já não “habito”
 
Aprendi que... Devemos sempre dar palavras boas...
Porque amanhã nunca se sabe as que temos que ouvir.
Eu espero ter a hipótese de um dia ter o direito a boas palavras.
 
Aprendi que...um sorriso é uma maneira económica de melhorar o teu aspecto.
Eu não quero plásticas, e vou tentar levar a vida a sorrir.
 
Aprendi que... não posso escolher como me sinto...
Mas posso sempre fazer alguma coisa.
E essa coisa que vou fazer é para que me sinta bem, pois as tristezas não pagam dividas, e a minha vida é muito mais que uma aposta.
 
Aprendi que...quando o teu filho recém-nascido segura o teu dedo na sua mão têm-te preso para toda a vida.
Eu agarrei os meus pais, e muitos amigos durante esta vida. Quem não agarrei fugiu, mas um dia pode voltar, ou talvez não.
 
Aprendi que...todos, todos querem viver no cimo da montanha...
Mas toda a felicidade está durante a subida.
Eu estou a subir novamente para alcançar o topo.
 
Aprendi que... temos que gozar da viagem e não apenas pensar na chegada.
Vou aproveitar e apreciar toda esta subida, esta viagem, para dar valor quando estiver no topo.
 
Aprendi que...o melhor é dar conselhos só em duas circunstancias...
Quando são pedidos e quando deles depende a vida.
Já opinei quando não devia, e já matei quando opinei, agora que alguém me de a sua opinião, que eu não sei o que fazer.
 
Aprendi que...quanto menos tempo se desperdiça...mais coisas posso fazer.
Eu vou aproveitar ao máximo para assim poder voltar a crescer.

 

 

(este texto não é todo da minha autoria, encontrei-o num mail e adaptei-o... Desculpem mas eu nao conseguiria chegar a algo tao belo.)


publicado por sensei às 10:57
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De fofinhatuga a 9 de Janeiro de 2009 às 14:06
Máximas importantes...muito boa adaptação.


De isantos a 11 de Janeiro de 2009 às 18:23
“Aprendi...que ninguém é perfeito
Enquanto não te apaixonas.
Eu confirmo que isto é verdade”

A vida é curta e demasiado valiosa para ficarmos em suspenso, à procura da perfeição…ela não existe. Existe algo que nos faz sentir completos, nos faz sentir bem, nos faz sorrir…é isso que devemos procurar - a felicidade em cada momento, não a perfeição.
“...as oportunidades nunca se perdem
Aquela que desperdiças... alguém as aproveita
Eu perdi e alguém aproveitou…”

A vida dá-nos sempre a oportunidade para encontramos a tal felicidade, a nós compete-nos tentar agarrá-la, e quando por algum motivo não conseguimos na 1ª oportunidade, não podemos limitar a nossa existência à tentativa de corrigir as nossas falhas e aos porquês, temos sim que saber seguir em frente, erguer a cabeça e continuar a nossa busca. Seguir a nossa viagem por um outro caminho, em direcção à nossa felicidade, aproveitando tudo que encontrarmos pelo caminho, bom ou mau, porque só assim aprendemos e crescemos.
Essa nova busca, a tal viagem, apresenta-nos sempre altos e baixos, mas temos que nos esforçar por fazê-la com um sorriso no rosto, porque como dizes, e bem, tristezas não pagam dívidas. Fazê-la com um sorriso no rosto, mesmo que por vezes um pouco forçado, dá-nos oportunidade e ajuda-nos a ir mais além…Vivermos amargurados, com rancor, não diminui os obstáculos e as agruras da nossa longa caminhada, apenas nos limita, nos diminui, nos faz duvidar de nós mesmos, do que somos e valemos…
”não posso escolher como me sinto,
Mas posso sempre fazer alguma coisa”

É quase impossível alguém atingir o objectivo da sua viagem (encontrar a felicidade) sem sentir dor, sentir-se derrotado, perdido, sentir-se muito pequenino e questionar-se constantemente…
Estas contrariedades, que nos provocam dor, nos fazem sangrar por dentro, quase desistirmos, fazem-nos também crescer, dar valor à vida e passar a vivê-la de forma intensa, sem lamúrias incessantes. Valoriza os pequenos gestos, as pequenas coisas, as contrariedades do dia-a-dia. Só assim sentirás que aprendeste e sobretudo cresceste…

Aproveita a vida, vive cada dia como se fosse o último, e se voltares a sentir necessidade de mudar, que seja por ti, não pelos outros, porque se mudares pelos outros um dia vais sentir que a mudança não valeu a pena.
Acima de tudo, nunca mais duvides de ti, de quem és, do que vales. Planta a árvore, escreve o livro e …(nós sabemos o resto).
Tenho certeza que ainda vais ser muito feliz…e quem sabe o destino não está já escrito e estas são apenas as tais agruras da tua viagem…
Como te disse já algumas vezes, ainda vais sorrir muito e, nessa altura, vais valorizar muito mais a vida, o que te ensinou e fez crescer…

Um grande beijinho de alguém que sabe muito, muito bem o quanto custa e dói levantar novamente a cabeça e caminhar até ao topo…


Comentar post

.mais sobre mim


. ver perfil

. seguir perfil

. 1 seguidor

.Contador

Contador de acesso grátis
Temporada

.pesquisar

 

.Janeiro 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
13
14
17

18
21
22
23
24

25
27
28
29
30
31


.posts recentes

. Testamento

. Adeus... Acabou ou acabar...

. "Odeio-te Temporáriamente...

. Não sei... Eu sou...

. Quando.... Quando.....

. Acorda para a VIDA

. "Pensamento"

. Ai... Até já

. Não me mereces

. Quando olho nos teus olho...

.arquivos

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags